E-mail

contato@cerebroinstituto.com.br

Telefone

(11) 94288-3800

Avaliação Neuropsicológica


Descrição


É um procedimento que avalia as funções cognitivas e emocionais do indivíduo, com o objetivo de verificar tanto algum comprometimento neurológico quanto às áreas mais preservadas do cérebro. Avalia memória, atenção, linguagem, raciocínio, aprendizagem, humor, entre outros e auxilia no diagnóstico de doenças neuropsiquiátricas.A importância da Avaliação Neuropsicológica é contribuir para planejamento do tratamento e no acompanhamento da evolução do quadro em relação aos medicamentos, cirurgias e reabilitações. É diferente da avaliação psicológica, pois toma como ponto de partida o cérebro para depois relacionar com as manifestações do comportamento.

Informações

Público: Crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Solicitação: Profissionais da saúde, responsáveis, o próprio paciente ou por instituições.
Local: Presencial ou Online

Fases

1ª FASE | CONTATO

Primeiro contato do paciente e/ou responsável para saber a necessidade, explicar o processo avaliativo e responder possíveis dúvidas.

2ª FASE | ENTREVISTA

Consulta com responsável e familiares para coleta de dados sobre as queixas atuais e detalhamento do histórico pessoal, dificuldades cognitivas, comportamentos, socialização e aspectos emocionais.

3ª FASE | AVALIAÇÃO

Aplicação de testes e escalas que avaliam o funcionamento cognitivo e sintomatologia clínica.

4ª FASE | DEVOLUTIVA

Entrega do relatório ao paciente e familiares com explicação dos resultados, conclusões e possíveis encaminhamentos.

Descrição


Uma vez analisada as áreas deficitárias através da avaliação neuropsicológica, inicia-se a reabilitação neuropsicológica: um processo que compensa ou reduz o impacto nas funções cognitivas e habilidades sociais afetadas, resultantes ou não de doenças neurológicas. Por meio do ensino de métodos compensatórios, aprendizagem de novas habilidades e a adaptação às perdas, promove ao indivíduo sua recuperação ao nível máximo possível de adaptação física, psicológica e social, melhorando a qualidade de vida do sujeito e familiares.

Informações

Público: Crianças, adolescentes, adultos e idosos com prejuízo cognitivo ou não.
Solicitação: Profissionais da saúde, responsáveis, o próprio paciente ou por instituições.
Local: Presencial ou online.

Fases

1ª FASE | CONTATO

Primeiro contato com o paciente e/ou responsável para saber a necessidade, explicar o processo da reabilitação e responder possíveis dúvidas.

2ª FASE | ENTREVISTA

Consulta com responsável e familiares para avaliação do estado mental, utilizando a coleta de dados sobre as queixas atuais e detalhamento do histórico pessoal, dificuldades cognitivas, comportamentos, socialização, aspectos emocionais e tratamentos que foram e estão sendo realizados.

3ª FASE | AVALIAÇÃO

Sessões de aplicação de atividades e jogos para estimulação cognitiva, escolhidos de acordo com o quadro do paciente. Além disso, há criação de estratégias compensatórias para o paciente lidar com as dificuldades diárias, pensando na promoção da qualidade de vida e autonomia.

Descrição


Exercício mental para uma vida mais plena, que potencializa o cérebro e agilidade de raciocínio. Tem como objetivo desenvolver atividades para melhorar as funções cognitivas e a qualidade de vida.

Informações

Público: Crianças, adolescentes, adultos e idosos com prejuízo cognitivo ou não.
Solicitação: Profissionais da saúde, responsáveis, o próprio paciente ou por instituições.
Local: Presencial ou online.

Fases

1ª FASE | CONTATO

Primeiro contato com o paciente e/ou responsável para saber a necessidade, explicar o processo da reabilitação e responder possíveis dúvidas.

2ª FASE | ENTREVISTA

Consulta com responsável e familiares para avaliação do estado mental, utilizando a coleta de dados sobre as queixas atuais e detalhamento do histórico pessoal, dificuldades cognitivas, comportamentos, socialização, aspectos emocionais e tratamentos que foram e estão sendo realizados.

3ª FASE | EXERCÍCIOS COGNITIVOS E ESTRATÉGIAS

Sessões de aplicação de atividades e jogos para estimulação cognitiva, escolhidos de acordo com o quadro do paciente. Além disso, há criação de estratégias compensatórias para o paciente lidar com as dificuldades diárias, pensando na promoção da qualidade de vida e autonomia.

Treino Cognitivo Online
A plataforma digital de atividades online permite que o Neuropsicólogo responsável supervisione e escolha os exercícios de estimulação cognitivas mais apropriadas para cada paciente, de forma padronizada e individualizada. Os exercícios são nivelados seguindo parâmetros técnicos que permitem adaptar a reabilitação ou estimulação à capacidade cognitiva de cada paciente. São classificados por áreas de intervenção de acordo com a função cognitiva, atividade cotidiana, ou baseando-se em fatores como o nível de dificuldade ou a idade do indivíduo.
  • Como funcionam os sistemas cognitivos
  • Dicas para manter o cérebro ativo
  • Atividades para melhorar a autonomia e a qualidade de vida
  • Atividades práticas para estimular as habilidades cognitivas (atenção, memória, funções executivas e linguagem
*A quantidade de sessões e as atividades são planejadas levando em consideração as potencialidades e limitações de cada indivíduo. .

Descrição


A Psicoterapia é um processo que auxilia o indivíduo resolver questões relacionadas à mente e problemas psicológicos e emocionais.
O tratamento busca favorecer a capacidade da pessoa para gerir com autonomia e eficiência as dificuldades e os desafios da vida como: estresse no trabalho, resolução de problemas, relacionamentos interpessoais, tomada de decisões, processo de luto, transições de carreira, divórcio, abuso de substâncias, perda de emprego, depressão, ansiedade, entre outros.

Informações

Público: Crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Solicitação: Pode ser solicitado por profissionais da saúde, responsáveis, o próprio paciente ou por instituições.
Local: Presencial ou online.

Fases

1ª FASE | CONTATO

Primeiro contato com o paciente e/ou responsável para saber a necessidade, explicar o processo da reabilitação e responder possíveis dúvidas.

2ª FASE | SESSÕES

Sessões de psicoterapia individual.
* A quantidade de sessões e as atividades são planejadas levando em consideração as potencialidades e limitações de cada indivíduo.

Descrição


A Psicoterapia é um processo que auxilia o indivíduo resolver questões relacionadas à mente e problemas psicológicos e emocionais.
O tratamento busca favorecer a capacidade da pessoa para gerir com autonomia e eficiência as dificuldades e os desafios da vida como: estresse no trabalho, resolução de problemas, relacionamentos interpessoais, tomada de decisões, processo de luto, transições de carreira, divórcio, abuso de substâncias, perda de emprego, depressão, ansiedade, entre outros.

Informações

Público: Crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Solicitação: Pode ser solicitado por profissionais da saúde, responsáveis, o próprio paciente ou por instituições.
Local: Presencial ou online.

Fases

1ª FASE | CONTATO

Primeiro contato com o paciente e/ou responsável para saber a necessidade, explicar o processo da reabilitação e responder possíveis dúvidas.

2ª FASE | SESSÕES

Sessões de psicoterapia individual.
* A quantidade de sessões e as atividades são planejadas levando em consideração as potencialidades e limitações de cada indivíduo.

Descrição


O Neurofeedback é uma técnica de treinamento psicofisiológico não invasivo que estimula o desenvolvimento da autorregulação psíquica e neurofisiológica. Através da técnica de aprendizagem de respostas neurais, obtém-se informações sobre a atividade cerebral específicas e o feedback relativo a elas. Além de ser aplicada com eficiência no tratamento de diversas demandas clínicas, o treino tem sido adotado para modulação funcional do cérebro.

É indicado tanto para melhoria do desempenho cognitivo em sujeitos saudáveis, que possuam condições como Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade - TDAH, ansiedade, depressão, epilepsia, Traumatismo Cranioencefálicos - TCE, dificuldades de aprendizagem, esquizofrenia, percepção visual e dor crônica.

Informações

Público: Crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Solicitação: Pode ser solicitado por profissionais da saúde, responsáveis, o próprio paciente ou por instituições.
Local: Presencial.

Fases

1ª FASE | CONTATO

Primeiro contato com o paciente e/ou responsável para saber a necessidade, explicar o processo do neurofeedback e responder possíveis dúvidas.

2ª FASE | ENTREVISTAS

Consulta com responsável e familiares para avaliação do estado mental, utilizando a coleta de dados sobre as queixas atuais e detalhamento do histórico pessoal, dificuldades cognitivas, comportamentos, socialização, aspectos emocionais e tratamentos que foram e estão sendo realizados.

3ª FASE | SESSÕES

Aplicação das atividades e exercícios.
* A quantidade de sessões e as atividades são planejadas levando em consideração as potencialidades e limitações de cada indivíduo.